Pensamentos

E agora José?

RockyBalboa5

 

E a hora chegou. Depois de quatro longos anos, a jornada se encerra.

Após a grande noite (e que noite!) as cortinas se fecham glamurosamente fechando mais um ciclo de vida.

Toda a expectativa criada, toda confiança creditada e todas as unhas roídas valeram à pena. Nem o aparente nervosismo e falhas técnicas tiraram o brio da apresentação. Fomos praticamente impecáveis. Flutuávamos nos comentários e críticas doces dos convidados da banca.

Fizemos nossa parte com maestria, e recebemos até mais retorno do que esperávamos. Alívio. Pernas bambas. Suspiro da vitória. E acabou. Quatro intensos anos de descobertas, lutas e vitórias.

É claro que não chegaria aqui sem a ajuda de alguns companheiros.

Sem a liderança do Luciano. Sem a serenidade do Richard. Sem as viagens do Miojo e sem a histeria da Mel, eu não teria chegado até aqui.

E seria uma heresia não creditar metade de tudo que aconteceu a todos os professores que tanto nos apoiaram e ajudaram.

O dia seguinte não parecia seguinte. Ainda era o mesmo. Falta de sono e incredulidade, não nos deixavam acreditar que aquilo foi real. Mas foi, e como foi…

Até que acordamos. E percebemos o quanto de potencial realmente tínhamos. E que mesmo contra todas as dificuldades, vencemos. Quase plenamente, já que ficamos com o sabor levemente amargo de um 9,5.

Mas e agora? E agora José? E agora Guilherme? O show acabou e as cortinas se fecharam. Fecharam-se para abrir novamente, mas agora num palco maior. No palco do “resto da vida”.

O prólogo dessa peça já começou bem, mas e o que virá depois? Não há roteiro escrito, apenas uma página em branco, pronta pra que eu desenhe nela o meu layout (Afinal eu sou diretor de arte né?).

Padrão